terça-feira, 15 de janeiro de 2013

As Três Graças


Escultura de Pradier

 Graças, nome latino das Cárites gregas, eram as deusas da fertilidade, do encantamento, da beleza, da criatividade humana, da natureza e da amizade.

Pintura de Rafael Sanzio

O nome cárites vem do latim charitas, que é a caridade no sentido de compaixão, e não de simplesmente dar uma esmola material. As figura das três moças pode também ser relacionada com o Dar, Receber e Agradecer.

Escultura greco-romana

São elas: Aglaia/Abigail, a claridade; Tália, a musa da comédia e da poesia/ ou que faz brotar flores (dependendo da fonte); e Eufrosina, a deusa da alegria.
Filhas de Zeus e Eurínome, uma ninfa do mar filha do próprio Oceano. Por também representarem a beleza, são associadas a Afrodite ou Vênus, deusa do amor.


Seneca, o célebre escritor romano nascido no século IV antes de Cristo, descreveu as Graças como donzelas sorridentes, desnudas ou cobertas por tecidos transparentes, envolvidas pela generosidade.

Escultura de Maillol

Às Graças associava-se tudo o que promove encantamento, prazer, satisfação, contentamento, júbilo, deleite e fruição com a vida. Por essa razão, acreditava-se que as Graças presidiam os banquetes, as danças, os encontros sociais, as ocasiões festivas e todas as situações que despertassem emoções positivas.

Nas primeiras representações plásticas, as Graças apareciam vestidas; mais tarde, foram representadas como jovens nuas, de mãos dadas; duas das Graças olham numa direção e a terceira na direção oposta.

Rubens (Barroco)

Eram dançarinas do Olimpo e tinham por companhia constante as Musas, com as quais costumavam cantar para os deuses do Olimpo e dançar ao som da lira do deus Apollo.
Tornaram-se símbolo da harmonia do mundo clássico na época do Renascimento. Esse modelo, do qual se conserva um grupo escultórico da época helenística, originou quadros célebres como "A primavera", de Botticelli.

"A primavera", de Botticelli.


Detalhe com as Três Graças

 Detalhe maior

 Às Graças era atribuído o poder de conferir aos artistas e poetas a habilidade para criar o belo.

Escultura de Antonio Canova

Detalhe

Na Idade Média, as Três Graças eram as representantes de virtudes como a beleza, a caridade e o amor na iconografia cristã, sendo relacionadas com a capacidade de dar e receber.
Detalhe da escultura de Antonio Canova

Você pode adquirir uma réplica da escultura de Canova na loja Quinta dell´Arte, veja abaixo:



 Visite e veja essa e outras esculturas, dentre fontes, arte sacra e muito mais! Acesse:

Fontes:
http://osignificadodascoisas.blogspot.com.br/2007/01/as-trs-graas.html
http://pt.wikipedia.org/wiki/Gra%C3%A7as
http://giscreatio.blogspot.com.br/2011/07/as-tres-ninfas.html
http://www.sabercultural.com/template/obrasCelebres/As-Tres-Gracas.html
http://arsturmundrang.blogspot.com.br/2010/10/as-tres-gracas-canova.html
http://angelitascardua.wordpress.com/2008/09/25/as-tres-gracas-deusas-da-felicidade/
http://alegresviajores.blogspot.com.br/2011/02/deuses-e-o-jantar-ou-jantar-dos-deuses.html
http://blogdofavre.ig.com.br/2008/07/as-tres-gracas-de-antonio-canova/

Um comentário:

Anônimo disse...

Acabei de adicionar seu feed para meus favoritos. Eu realmente gosto de ler seus posts.