quinta-feira, 28 de fevereiro de 2008

RENASCIMENTO - PARTE II

PARTE II

Continuação do texto da aula sobre Renascimento.

No século XVI, a liderança artística chegou a Roma e Veneza, onde os artistas criaram extraordinárias obras de arte com total domínio das técnicas. Suas obras fundiram de tal maneira as descobertas de composição, proporção e perspectiva – Essa época do auge da arte renascentista foi chamada de Alta Renascença.




LEONARDO DA VINCI

(Leia mais sobre Leonardo da Vinci clicando aqui)



Leonardo Da Vinci, artista plástico, cientista e escritor italiano, nasceu em 15 de abril de 1452 - data em que se comemora o Dia Mundial do Desenhista. Era também anatomista, engenheiro, matemático, músico, naturalista e filósofo, bem como arquiteto, escultor, entre outros, e reinventor da fábula na Itália.



Definiu o artista como gênio. Dominou com sabedoria um jogo expressivo de luz e sombra, gerador de uma atmosfera que parte da realidade, mas estimula a imaginação do observador.



Ele era um homem belo, tinha uma esplêndida voz, uma mente magnífica, uma excelência em matemática e tendências científicas.


Sua abundância de talentos levava-o a questionar e a lutar contra seu lado artístico, raramente terminando uma pintura e, frequentemente, experimentando novas técnicas.



“Leonardo foi universalmente admirado por sua bela aparência, seu intelecto e seu charme. Sua ‘beleza pessoal não podia ser maior’, segundo a opinião de um contemporâneo desse homem alto de longos cabelos louros, ‘de quem cada movimento era a pura graciosidade, e cujas habilidades eram tão excepcionais que ele resolvia prontamente qualquer dificuldade’. Como se não bastasse, Leonardo cantava ‘divinamente’ e ‘sua encantadora conversação conquistava todos os corações’” (STRICKLAND, p. 43, 2003).


Dissecava cadáveres e morou num hospital para estudar mais a fundo a anatomia humana.




Além de pintor, Leonardo da Vinci, foi grande inventor. Dentre as suas invenções estão "Parafuso Aéreo", primitiva versão do helicóptero, a ponte elevadiça, o escafandro, um modelo de asa-delta etc.

Como Shakespeare, Leonardo surgiu do nada e acabou sendo aclamado universalmente.

Leonardo foi um filho ilegítimo de um advogado local da pequena cidade de Vinci. Seu pai o educou e pagou seus estudos, mas supomos que seu talento não foi afetado pela sua origem.


MONALISA



É a obra de arte mais famosa e mais reproduzida do mundo.


Decorou o quarto de Napoleão até ser levado ao Louvre, em 1804. Perfil da Alta Renascença: perspectiva, composição triangular, óleo sobre tela/madeira e chiaroscuro ao invés de contornos.


Diz-se que em 1911, um italiano revoltado com o fato de que o melhor da Itália estava na França, roubou a Monalisa para seu país original. O retrato foi encontrado no quarto do miserável dois anos depois.


Seu sorriso é enigmático pois Leonardo tinha conhecimento de sombra e como dar noções de profundidade e ilusão. Ou seja, se você olhar diretamente para o sorriso, ele desaparecerá. Agora se você olhar a obra como um geral, ele permanecerá ali. Seu olhar segue nossos passos; essa foi uma característica decorrente da Renascença, pois ao desenhar/pintar os olhos de forma direta e centralizada, focando o espectador, ele sempre o perseguirá, onde quer que esteja o observador.


Há diversos boatos e teorias que circundam este quadro misterioso. A mais aceita é que ela era a jovem esposa de um mercador florentino, Francesco Giocondo, este que era amigo do pai de Leonardo da Vinci. Mona é uma abreviatura para "senhora", e Lisa era o nome da moça. Ela tinha 24 anos e músicos e bufões foram contratados para distraí-la, e para que Monalisa relaxasse.




Outros boatos sobre quem era Monalisa (quanto mais você pesquisa, mais vai achar teorias mirabolantes):



- Monalisa era a mãe de Leonardo da Vinci;

- Monalisa era a avó de Leonardo da Vinci;

- era o próprio Leonardo da Vinci, que acredita-se atualmente que era homossexual e então quis retratar-se;

- uma prostituta de Florença;

- foi uma encomenda para um rei;

- era mãe de 5 filhos;

- retrato de Jesus Cristo;

- era uma mulher morta que ainda não tinha fechado os olhos (essa foi a teoria mais macabra que já li);

- nobre florentina.


Muitos artistas conhecidos da História da Arte reproduziram a Monalisa, justamente por ela ser a obra de arte mais famosa, que até se tornou clichê.

Veja alguns exemplos:



Andy Warhol, da POP ART



Botero e sua Monalisa obesa



Basquiat e sua Monalisa atualizada



Duchamp - L.H.O.O.Q. Esse bigodinho está muito a la Leonardo da Vinci...


Site muito legal sobre a Monalisa , com várias releituras e teorias: http://monalisamania.com/aammain.htm


Outras releituras que achei na Internet (entre milhares):



A Monalisa continua sendo a obra de arte mais reproduzida do mundo.



Algumas pinturas de Leonardo da Vinci - assista ao vídeo:




A ULTIMA CEIA/ SANTA CEIA


Pintura religiosa mais admirada. Leonardo dizia que queria pintar o homem e a intenção de sua alma. Revela o caráter e reação emocional de cada apóstolo.


Houve toda uma polêmica com o livro e o filme "O Código da Vinci", que basicamente afirma que Jesus e Maria poderiam ter sido marido e mulher. Maria poderia ter sido retratada ao lado esquerdo de Jesus que, cá entre nós, realmente a figura lembra um pouco um rosto feminino.


Em teoria diz-se que a figura a esquerda de Cristo é o apóstolo João que está ouvindo a pergunta de Pedro (ao lado, escorado em seu ombro): "Serei eu?", pois Leonardo retratou a cena quando Jesus afirma que um de seus apóstolos irá traí-lo. Judas seria o primeiro homem a direita, com o dedo para cima.



Perceba o uso da perspectiva; como as linhas convergem para a cabeça de Cristo, que seria o ponto de fuga.


Leonardo era tão eufórico em criar novas técnicas que inventou uma mistura frustrada de têmpera e óleo em alvenaria, que fez com que sua obra fosse caindo aos pedaços mesmo em vida.


A imagem abaixo retrata uma cópia da obra original, a qual é similar... só que na pintura original a parte que mostra os pés de Cristo não existe mais devido a uma porta que costruíram no local a séculos atrás.

Para se ter dimensão do tamanho do afresco (pintura em parede), veja o vídeo amador de algum visitante brasileiro da Santa Ceia (só é possível vê-la com hora marcada):





MICHELANGELO


Desde pequeno interessou-se por escultura e seus patronos sempre foram integrantes da família Médici (patronos de arte). Era solitário e recusava a ensinar aprendizes. Fez esculturas até sua morte, perto dos 90 anos. Achava que a escultura era a arte mais próxima de Deus.


Era também amargurado e sarcástico. Certa vez perguntaram-no sobre uma coruja em uma pintura de um artista qualquer, e ele, comentando sobre a pintura e a coruja, dizia que todo artista colocava um pouco de seu auto-retrato nas pinturas.


Com inspirações greco-romanas (característica muito importante do Renascimento), Michelangelo esculpiu Davi. Podemos ver pela posição serena, equilibrada e idealizada, além do uso do contraposto (peso do corpo apoiado em uma das pernas).



Detalhe de Davi:



Entre 1508 e 1512 trabalhou na pintura do teto da Capela Sistina, no Vaticano. Para essa capela, concebeu e realizou grande número de cenas do Antigo Testamento. Dentre tantas que expressam a genialidade do artista, uma particularmente representativa é a criação do homem.


Concluiu a escultura Pietá com 23 anos (!!!).



Um senhor quando viu a escultura não acreditou que ela tinha sido feita por alguém tão jovem, por tamanha perfeição e destreza, fazendo com que Michelangelo assinasse a escultura com uma faixa no peito de Maria.



RAFAEL


Suas obras comunicam ao observador um sentimento de ordem e segurança, pois os elementos que compõem seus quadros são dispostos em espaços amplo, claros e de acordo com uma simetria equilibrada. Foi considerado grande pintor de “Madonas”.

Obras destacadas: A Escola de Atenas e Madona da Manhã.


Aqui Rafael dá noção de profundidade e perspectiva linear e tonal. Linear pois as linhas convergem para um mesmo ponto de fuga, e tonal pois eles distorce os corpos e muda os tons de pele e roupa à medida que as pessoas vão ficando mais distantes.




Principais figuras do Renascimento

Itália -- Francesco Petrarca, Giovanni Boccaccio, Nicolau Maquiavel, Leonardo da Vinci, Rafael Sanzio, Michelangelo Buonarroti.

França -- François Rabelais, Michael de Montaigne.

Inglaterra -- Thomas Morus, William Shakespeare.

Holanda -- Erasmo de Rotterdam, Jan Van Eyck, Pieter Bruegel, Rembrandt.

Alemanha -- Albrecht Dürer, Hans Holbein.

Portugal -- Luís Vaz de Camões.

Espanha -- Miguel de Cervantes.


Referências Bibliográficas:

STRICKLAND, Carol. Arte comentada: da pré-história ao pós-moderno. Trad. Angela Lobo de Andrade. Rio de Janeiro: Ediouro, 2003.

www.historiadaarte.com.br

http://www.brasilescola.com/historiag/renascimento.htm

http://pt.wikipedia.org/wiki/Renascimento

http://www.suapesquisa.com/renascimento/

http://www.historianet.com.br/conteudo/default.aspx?codigo=191

http://www.nomismatike.hpg.com.br/Renascimento.html

http://girafamania.com.br/artistas/personalidade_leonardo.html

5 comentários:

Anônimo disse...

nos somos de ribeirao branco sp estudamos na escola pubrica na serie 2c e achamos muito legal porque nosso professor nos troxe ate a sala de informatica para conhesemos arte dadaismo nois nos chamamos fran e maik
adoramosssssssssssssssss

T.ayã S.antana disse...

Gostei demais da postagem, ajuda bastante na aprendizagem do assunto.

geovana disse...

eu gostei muito me ajudou a ,aprender e a descobri o quanto historia e maravilhosoe... sem,fala q me ajudou em varios trabalhos

geovana disse...

gostei muito me ajudou a descobri o quanto historia e legall e interessante ,sem fala dos VARIOS trabalhos Q EU FIZ.

Isis Akagi disse...

Gostei muito dos posts (a parte I e a parte II). Só na parte sobre a Santa Ceia que ficou confuso. Na verdade, a teoria de Ö Código da Vinci" fala sobre o hipotético casamento entre Jesus e Maria Madalena - não Maria, que o concebeu. :)